fbpx

Tudo sobre o Bobtail Japonês: o gato mais amado do Japão

Você provavelmente já ouviu falar sobre o Bobtail Japonês. Se o nome da raça não for familiar, o reconhecerá por sua distinta aparência. Como seu nome sugere, esses gatos possuem uma cauda encurtada, semelhante a um pompom. Uma raça adorável, inteligente e muito antiga, tem uma história rica e interessante, sendo representada em diversas lendas e estátuas japonesas como um símbolo de sorte. Confira a seguir a história e principais características desses gatos queridos pelo povo japonês:

A História do gato Bobtail Japonês

É considerada uma das raças de gato mais antigas, com uma história rica em lendas e folclores. Sua primeira menção em registros ocidentais foi em um livro publicado em 1701, escrito pelo médico alemão Engelbert Kaempfer, mas sua história se inicia muito antes. Pouco se sabe com certeza sobre a origem do Bobtail Japonês. Estima-se que, apesar do nome, tenha surgido na China, há mais de mil anos. A forma em que chegaram ao Japão é incerta, sendo duas teorias as mais conhecidas:

Muitos acreditam que os Bobtails Japoneses vieram ao Japão no século VII como um presente do Imperador Chinês ao Imperador Japonês. Outros, dizem que a raça foi introduzida no país por monges budistas chineses e coreanos no século VI, que usavam esses gatos para proteger os pergaminhos sagrados de roedores.

A raça foi reverenciada por muito tempo e tratada como realeza pelo povo japonês. O Bobtail Japonês é considerado um gato da sorte e garantirá ao dono prosperidade e felicidade. São retratados nas famosas esculturas de gatos com uma pata levantada. Conhecidas como Maneki Neko, ou gatos da sorte, essas estátuas são comumente encontradas em lojas e restaurantes japoneses e acreditam que traz boa sorte para os donos dos estabelecimentos.

Umas das lendas que envolvem o Bobtail Japonês conta que cauda de um gato pegou fogo enquanto ele dormia e, assustado, acabou queimando uma cidade inteira. O Imperador, furioso, decretou que todos os gatos deveriam ter suas caudas cortadas, assim explicando os rabos pequenos desses animais. Mas, na realidade, suas caudas são naturalmente encurtadas. Em 1602, um grande problema com roedores ameaçou a lucrativa produção de seda no Japão, fazendo com que o Imperador japonês decretasse que todos os gatos fossem soltos nas ruas para erradicarem os roedores. A partir de então, são comumente encontrados vivendo nas ruas do país e, por conta disso, desenvolveram resistência, inteligência e adaptabilidade.

Características da raça Bobtail Japonês

Temperamento: São gatos dóceis, afetuosos e amigáveis. Excelentes com crianças e outros animais, não gostam de ficar sozinhos. Se adaptam bem à rotina, costumam gostar de ficar próximos ao tutor e muitos adoram ficar nos ombros das pessoas.

São animais muito energéticos, precisando de exercitação moderada para evitar problemas comportamentais. Brincalhões, adoram buscar brinquedos e é comum carregarem objetos na boca.

Extremamente inteligentes, reconhecem seu nome e aprendem rápido, podendo ser ensinados a realizarem diversos truques. Mas, é preciso ter cuidado, seu rápido aprendizado pode levar a travessuras como abrir gavetas e portas ou roubar comidas de pratos e balcões.

Os Bobtails Japoneses são gatos consideravelmente vocais, sendo comum responderem aos chamados do dono. Tendem a miar em tons suaves e melódicos, o que muitos criadores descrevem como um canto.

Cauda: Talvez a característica mais distinta da raça, a cauda é completa, sendo encurtada por ser enrolada. Mede aproximadamente 7cm, assemelhando-se a um pompom ou rabo de coelho. O rabo encurtado é originado por um gene recessivo, só aparecendo em gatos que possuem os dois pais com rabo encurtado. A cauda desses gatos é única, como uma impressão digital. Isso significa que nenhum Bobtail Japonês terá uma cauda igual à de outro.

Expectativa de vida: Sua expectativa de vida varia entre 15 e 18 anos.

Fertilidade: Tendem a ter ninhadas pequenas de, no máximo, 4 filhotes.

Peso e tamanho do Bobtail Japonês: Pesam entre 2,3 a 4,5kg, sendo os machos maiores e mais pesados que as fêmeas.São considerados gatos de porte médio, com o corpo alongado, fino e elegante. Os membros anteriores são mais curtos que os posteriores. Por isso, são excelentes saltadores e tendem a ir bem em concursos de agilidade felina.

Cabeça: A cabeça tem formato triangular, com orelhas altas e levemente inclinadas para a frente.

Olhos: Possuem olhos grandes e ovais e suas cores variam entre verde, azul, cobre, dourado, laranja e amarelo.

Pelo: Sua pelagem varia muito. É sedosa, podendo ser longa ou curta e de uma grande variedade de cores. A pelagem mais conhecida é a tricolor, ou Mi-Ke, em japonês, mas os gatos desta raça também podem ter pelagem malhada, cores únicas ou bicolor, de tons vermelho, branco, marrom, chocolate, lilás, preto ou cinza.

Cuidados da raça

Sua pelagem é fácil de manter pois a raça não possui subpelos. Seja de pelo longo ou curto, necessitam de escovação semanalmente para manter o brilho e remover os pelos soltos.

São suscetíveis a comer mais do que o necessário, sendo importante controlar as porções de alimentos e as calorias ingeridas para evitar problemas comportamentais e obesidade. Se necessário, consulte um médico veterinário para obter as recomendações nutricionais necessárias.

São animais adaptáveis a viverem em diversos locais como apartamentos, quintais ou fazendas, mas o ideal é que fiquem dentro de casa para garantir sua segurança e bem-estar.

Saúde

Em geral, é uma raça considerada saudável e sem muitos problemas de saúde ou predisposições a doenças. No entanto, assim como em todos os outros felinos, é importante se atentar a problemas renais, câncer ou infecções no trato urinário.

Fonte: Petfinder, Mental Floss, Hills, VCA Hospitals, The Spruce Pets

Leave a Reply