fbpx

Saiba qual é a importância do veterinário neurologista para o tratamento em pets

Por 19/03/2021Blog
veterinário neurologista

As doenças neurológicas são complexas e apresentam desafios para o diagnóstico adequado, sendo necessário contar com um especialista em neurologia veterinária para proporcionar o melhor tratamento para o pet.

Um dos bens mais preciosos que possuímos em nossas vidas são os nossos pets. Sendo assim, é necessário cuidá-los adequadamente. 

Uma das maneiras de se fazer isso é conhecer as especialidades veterinárias para saber como agir rapidamente diante de algum problema de saúde.

Desse modo, continue lendo este post e saiba mais sobre a importância do veterinário neurologista para o cuidado da saúde de seu pet de estimação. Boa leitura!

O que é a neurologia veterinária?

A neurologia veterinária é uma das especialidades da medicina veterinária que, como o próprio nome sugere, trata do sistema nervoso central e periférico, os quais compreendem:

  • Cerebelo;
  • Cérebro;
  • Fibras motoras e sensitivas;
  • Medula espinhal;
  • Nervos;
  • Tronco encefálico.

Problemas de saúde vinculados ao sistema nervoso podem desencadear os seguintes sintomas em seu pet:

  • Convulsões;
  • Epilepsia;
  • Paralisias;
  • Dores de coluna;
  • Dificuldade locomotora;
  • Andar em círculos; 
  • Alteração comportamental;
  • Andar compulsivo;
  • Distúrbios de sono e vigília;
  • Vocalizações;
  • Dificuldade de interação.

Nesse sentido, diante do aparecimento desses sintomas, é de suma importância procurar o veterinário neurologista, tendo em vista que algumas disfunções neurológicas, se não tratadas precocemente, podem desencadear sequelas permanentes nos animais.

O principal desafio enfrentado pelo veterinário neurologista

O principal desafio enfrentado pelo veterinário neurologista é diagnosticar corretamente qual doença está acometendo o sistema nervoso do animal. Isso ocorre por diversos motivos, sendo alguns deles:

  • O meio de diagnóstico muda conforme cada etiologia e região do sistema nervoso;
  • Os sintomas costumam ser semelhantes entre si;
  • Os exames laboratoriais não são decisivos para o diagnóstico de doenças no sistema periférico.

Assim sendo, é necessário contar com um profissional bem qualificado e experiente na área, que possa realizar o diagnóstico corretamente e tratar o pet de forma eficaz e ágil.

Quais são as principais doenças tratadas pela neurologia veterinária?

As doenças que acometem o sistema nervoso são divididas em três categorias: neuropatias, miopatias e juncinopatias. Veja, a seguir, o que cada uma delas significa.

1. Neuropatias

As neuropatias estão relacionadas ao mau funcionamento dos nervos. Um exemplo é a paralisia facial idiopática.

2. Miopatias

As miopatias podem ser doenças ou lesões que acometem as fibras musculares, as quais podem ser classificadas como inflamatórias, metabólicas e hereditárias. Um exemplo de miopatia é a miosite.

3. Juncinopatias

Por fim, as juncinopatias são doenças que interferem na junção neuromuscular, ou seja, no local onde nervos e músculos se unem. Entre as doenças que podemos destacar, há os acidentes ofídicos, o botulismo e paralisia por carrapato, por exemplo.

O que o veterinário neurologista pode fazer durante um tratamento neurológico no pet?

Como as doenças que podem acometer o sistema nervoso são diversas, e a forma de tratamento depende da identificação do problema de saúde e do estágio em que ele se encontra, há muitas modalidades de tratamento.

A fisioterapia ou acupuntura, por exemplo, podem ser modos de tratamentos para casos de espondilomielopatia cervical e síndrome vestibular idiopática. Já a epilepsia, doença que não tem cura, pode ser controlada apenas com o uso de medicamentos. 

Enquanto isso, em casos de hidrocefalia, dependendo do estágio da doença, pode ser necessário apenas ministrar medicamentos, mas em casos mais graves, é preciso realizar a internação do pet para efetuar a drenagem do líquido. 

A importância do veterinário neurologista para o tratamento de pets

O sistema nervoso é uma parte fundamental para o funcionamento adequado do organismo do pet. Nesse sentido, o seu mau desempenho pode afetar diversas atividades do animal. Além disso, em casos críticos e tratados tardiamente, o pet pode apresentar sequelas graves mesmo após o tratamento.

Sendo assim, é fundamental contar com um diagnóstico preciso, ágil e seguro, o que apenas um veterinário neurologista é capaz de fazer. Além disso, é necessário que o profissional seja muito bem qualificado e experiente no ramo, além de prestar atendimento a qualquer horário do dia em casos de emergência.

O Hospital Veterinário Rebouças é referência em São Paulo e conta com uma equipe multidisciplinar de especialistas – entre eles, o veterinário neurologista. Além disso, o hospital possui pronto-socorro veterinário 24h e é equipado com tecnologias avançadas para o cuidado de animais pequenos.

Deixe um comentário