fbpx

Quando levar o pet para o pronto-socorro veterinário?

Por 06/11/2020Blog
Quando levar o pet para o pronto-socorro veterinário?

Assim como os seres humanos, os animais domésticos podem necessitar, a qualquer momento, de um atendimento médico urgente. De pequenos mal-estares a graves acidentes, são várias as situações às quais todo tutor de pet deve se atentar e procurar o mais rápido possível um pronto-socorro veterinário. Saiba quando levar o seu animalzinho para o hospital sem hesitar.

Qual a diferença entre urgência e emergência?

Embora muitas vezes confundidas ou tratadas como sinônimos, urgência e emergência têm as suas diferenças. A primeira delas engloba os mais diversos tipos de ocorrências, desde os casos mais simples até os mais graves, mas que exigem, mesmo assim, atenção e foco da equipe de socorro veterinário.

Já a emergência pode ser classificada como uma situação inadiável e que requer solução imediata a fim de se evitar o pior. Muitas vezes, casos de emergências podem necessitar de intervenção cirúrgica, mas não necessariamente.

Com isso, todo dono de animal doméstico deve tomar alguns cuidados e reconhecer alguns sinais de doenças ou problemas físicos em seu pet com o objetivo evitar o agravamento de um problema já existente. O primeiro passo para isso é entender quais são os parâmetros fisiológicos considerados normais de cada bichinho, depois é preciso atentar-se a algumas manifestações incomuns, como:

  • Alterações na locomoção, postura ou comportamento;
  • Perda ou aumento excessivo de apetite e sede;
  • Alterações nas fezes e urinas;
  • Dificuldade de respiração;
  • Coloração estranha das membranas mucosas;
  • Tremores ou convulsões;
  • Perda de sangue;
  • Corrimentos (oculares, nasais ou genitais);
  • Vômito ou diarreia;
  • Perda excessiva de peso e pelos.

O que é a hora de ouro?

Os primeiros momentos após um acidente ou mal-estar de um animal podem ser cruciais para a recuperação ou até mesmo salvar sua vida. Tanto na medicina humana quanto na veterinária, o termo “Golden Hour” (hora de ouro, em português) foi empregado para ressaltar a importância do pronto-atendimento nas primeiras horas ou minutos após a ocorrência.

Assim como acontece com as pessoas, os animais também possuem metabolismos diferentes e organismo de cada um pode reagir de maneiras distintas em cada situação. Dessa forma, alguns pets podem ter a hora de ouro mais longa do que outros. Independentemente disso, o ideal é procurar por intervenção médica o quanto antes.

Quais são os principais motivos que levam os pets ao pronto-socorro veterinário?

Certos acidentes e problemas de saúde podem vir à tona repentinamente e exigir cuidados imediatos ao animalzinho. Veja abaixo os casos mais comuns que exigem o pronto-atendimento veterinário:

  • Quedas, batidas e atropelamentos;
  • Partos;
  • Intoxicação alimentar, por medicamentos ou veneno;
  • Diarreias e vômitos;
  • Torção gástrica;
  • Falta de ar;
  • Convulsões e desmaios;
  • Parada cardiorrespiratória;
  • Ingestão de objetos;
  • Obstrução urinária;
  • Reações alérgicas.

Quais são as vantagens de um pronto-socorro veterinário 24h?

Além de estarem sempre abertos e de prontidão para atender a emergências, os hospitais veterinários 24 horas possuem uma série de vantagens em relação às clínicas e consultórios comuns, como o pronto-atendimento, equipamentos de ponta, médicos especialistas, exames laboratoriais e de imagem, internação, serviços ambulatoriais e cirurgias.

Com grande reconhecimento na cidade de São Paulo, o Hospital Veterinário Rebouças é um pronto-socorro veterinário 24 horas que possui equipe completa de médicos e enfermeiros. Além de oferecer todos os tipos de serviços de atendimento, diagnóstico, medicação e intervenção cirúrgica, a clínica possui ainda uma rede de unidades com as mais diversas especialidades.

Confira nossa especialidade: Cardiologia veterinária

Deixe um comentário