fbpx

Qual a importância de manter a vacinação do seu pet em dia?

Por 15/12/2020Blog
Qual a importância de manter a vacinação do seu pet em dia?

A vacinação animal é um dos elementos básicos do plano de proteção à saúde dos pets. Manter em dia a imunização de animais domésticos é investir no bem-estar dos companheiros peludos e das pessoas que o cercam. No entanto, antes de submetê-los às vacinas, é fundamental que um médico veterinário avalie as condições clínicas e autorize a aplicação das doses necessárias. 

Importância da vacinação em cães e gatos

Atentar-se à vacinação dos pets é, além de proteger o animal de doenças infecciosas e seus agentes, cuidar da saúde de toda a família. Isso porque algumas enfermidades que acometem cães e gatos podem também ser contraídas pelos seres humanos. Assim, vacinar os bichinhos promove ainda a imunidade de rebanho, diminuindo o número de animais suscetíveis a doenças.

Como saber se seu pet está apto a ser vacinado?

Saber o momento certo e as condições clínicas do animal antes de submetê-lo à vacinação é extremamente importante. Deve-se levar em consideração o histórico de saúde do pet, a idade, raça, ambiente onde vive, hábitos e estilo de vida. Para que a ação seja segura e feita da maneira correta, é fundamental levá-lo ao veterinário para que seja avaliado. 

Entre os fatores que devem ser analisados com mais cuidado antes de vacinar um pet estão a temperatura e a imunidade, diretamente ligadas à resposta do animal à imunização, uma vez que condições de hipo ou hipertermia podem prejudicar o efeito, assim como a baixa imunidade. Além disso, filhotes podem conter enfermidades ainda no período de incubação que devem ser diagnosticadas antes da vacinação.

Quando o animal deve tomar a primeira dose de vacina?

Geralmente, cães e gatos devem ser submetidos à primeira vacinação entre a sexta e a 12ª semana de vida, lembrando que os imunizantes para cada animal são diferentes.

No caso dos bichanos, é aplicada quádrupla felina no primeiro momento e o reforço de três a quatro semanas depois. Aqueles que apresentarem resultado negativo para Leucemia Felina (FeLV) podem receber a dose quíntupla. Já a vacina contra a raiva é dada em animais com 12 a 16 semanas de idade.

Já os cachorros recebem três aplicações de polivalente, sendo que os reforços devem acontecer após intervalo de três a quatro semanas entre uma e outra. A antirrábica é indicada após 12 semanas de vida do animal. Outras vacinas que os cães normalmente recebem nos primeiros meses são contra a Traqueobronquite Infecciosa e a Giardia.

Benefícios da vacinação em cães e gatos

Ao vacinar corretamente seu animal, todo tutor possibilita uma vida mais saudável para o pet, protegendo-o de vírus, bactérias e outros microrganismos nocivos que poderiam causar alguma doença, além de evitar que certas enfermidades sejam contraídas pelos próprios seres humanos que convivem com o pet.

Outro ponto relevante é que a imunização é um requisito básico para a entrada de animais em parques, petshops e hotéis veterinários, tornando seguro o contato com outros bichinhos.

Para quem deseja fazer uma avaliação completa e vacinar seu pet com segurança, é indicado procurar um hospital veterinária 24h, que, além de disponibilizar consultas e todos os exames necessários de pré-imunização, oferecem a aplicação das vacinas.

Deixe um comentário