fbpx

Quais são as principais doenças cardíacas em pets?

Por 09/11/2020Blog
Quais são as principais doenças cardíacas em pets?

Dentre as causas mais comuns que levam animais domésticos ao óbito, os problemas cardíacos destacam-se como os mais preocupantes e que exigem maior atenção dos donos e profissionais da cardiologia veterinária. Isso porque, muitas vezes, os sintomas são silenciosos, demoram a aparecer e, quando constatados, a doença pode estar em um nível já mais avançado.

Os principais tipos de enfermidades no coração de cães e gatos são: cardiomiopatias dilatada e hipertrófica, insuficiência cardíaca congestiva, dirofilariose e valvulopatias. Porém, a tendência de contrair cada uma dessas doenças varia de animal para animal, dependendo, principalmente, da raça, tamanho e hereditariedade.

Cães de pequeno porte

Entre os cachorros menores, a doença cardíaca mais recorrente é a valvar degenerativa. Essa é uma enfermidade caracterizada pela degradação do tecido conjuntivo das valvas, responsáveis pela circulação de sangue dentro do coração do animal, levando a quadros de insuficiência cardíaca congestiva e edema pulmonar.

Cães de grande porte

Já para os grandões, a cardiomiopatia dilatada é mais frequente. Sua principal característica é o enfraquecimento cardíaco originado por uma degeneração do músculo do próprio coração. Além da insuficiência cardíaca congestiva, essa doença pode ter como outras consequências o acúmulo de líquidos nos pulmões, abdômen e tecido subcutâneo.

Gatos

A doença mais comum que afeta o coração dos felinos é a cardiomiopatia hipertrófica, uma enfermidade que diminui o bombeamento de sangue no corpo do animal devido ao engrossamento das paredes do coração. Além de prejudicar a liberação de oxigênio e envio de nutrientes para o organismo, ela pode causar sopros, arritmias e levar o bichinho à morte súbita.

Filhotes

Apesar de menos propensos a desenvolverem doenças cardíacas, os filhotes não estão imunes a elas. Entre os recém-nascidos, as cardiopatias mais comuns são as congênitas, ou seja, anormalidades estruturais ou funcionais do coração.

Quais são os sinais de alerta relacionados a problemas do coração em pets?

Mesmo que algumas doenças demorem a apresentar sintomas mais claros, todo dono de animal doméstico deve ficar atento a qualquer mudança comportamental ou física. Entre os sinais mais comuns de animais com problemas cardíacos estão:

  • Dificuldade de respiração;
  • Tosse;
  • Falta de apetite;
  • Emagrecimento;
  • Cansaço, desânimo e fraqueza;
  • Inchaço no abdômen e/ou pernas;
  • Desmaios;
  • Cianose, que consiste em língua e mucosas com aparência roxa.

Quais são as principais formas de prevenção?

Assim como acontece com os seres humanos, os hábitos e estilo de vida são fundamentais para a saúde dos pets. Manter um animal ativo e com boa alimentação pode reduzir bastante as chances de contrair uma cardiopatia, mas não totalmente. Isso porque deve-se considerar a idade, raça e histórico familiar do bichinho, fatores que contribuem diretamente para o surgimento de doenças.

Outra medida essencial é, independentemente do aparecimento ou não de sintomas, levar o pet a avaliações periódicas com um veterinário para fazer um check-up. Todo diagnóstico precoce pode aumentar as chances de cura, seja qual for a enfermidade.

Para quem procura por uma clínica veterinária 24 horas na cidade de São Paulo e deseja fazer o acompanhamento completo do seu animalzinho, o Hospital Veterinário Rebouças é referência no assunto e conta com uma equipe altamente capacitada composta por médicos especialistas e enfermeiros.

Além do pronto-socorro veterinário aberto noite e dia com os mais diversos tipos de serviços, como consultas, exames, internações e cirurgias, o hospital possui ainda uma rede de unidades com diferentes especialidades: cardiologia, oncologia, ortopedia, oftalmologia, dermatologia e muitas outras.

Deixe um comentário