fbpx

Entenda como funciona a internação de um pet de estimação

Por 30/11/2020Blog
Qual a importância do veterinário neurologista?

Internar um animal doente ou acidentado nunca é uma tarefa fácil. Hoje, no entanto, as tecnologias e modernidades oferecem ambientes e procedimentos adequados para uma estadia e recuperação mais confortáveis e seguras. A internação veterinária, mais do que cuidar da saúde física, é responsável por manter o bem-estar emocional dos pacientes em tratamento.

Pronto atendimento

Emergências não têm hora para acontecer, e todo hospital veterinário deve contar com uma estrutura de pronto atendimento, visando atender de forma ágil os animais em situações graves. Nesse primeiro contato com o paciente, os médicos analisam os sinais vitais do pet e identificam o real problema.

Dependendo do quadro de cada animal, o veterinário pode indicar a realização de exames para um diagnóstico mais preciso ou até solicitar a internação do bichinho, caso necessário.

Unidade de internação veterinária

Esses animais que necessitam de cuidados prioritários e monitoração constante devem ser mantidos em internação a fim de que se possa fazer um tratamento sob observação médica contínua e especializada. Geralmente, são internados animais que apresentam quadros de vômitos, falta de ar, desidratação, diarreia, falta de apetite, entre outros problemas que debilitam o pet.

Uma unidade de internação veterinária deve possuir estrutura e oferecer recursos básicos para tratamento, recuperação e repouso de animais. Dependendo da gravidade ou tipo de doença, os leitos podem variar de baias individuais a áreas de isolamento, visando a privacidade e segurança dos demais pacientes.

Quando visitar o seu pet?

Assim como os seres humanos, os animais também precisam de carinho, suporte emocional e da presença de seus donos durante um processo de recuperação. Por isso, é mais do que fundamental liberar visitas aos pacientes internados, mesmo com restrições de tempo e horário.

No Hospital Veterinário Rebouças, são permitidas até duas visitas por dia, ambas com duração de 15 minutos. Cada animal pode receber até duas pessoas simultaneamente. Pela manhã, os donos podem ver seus pets das 9h às 10h, enquanto à noite o horário de visitas dura das 19h às 21h.

Dicas de recuperação

Quando internados e submetidos a tratamentos e medicação constante, muitos animais podem apresentar reações adversas, como quadros de irritabilidade, desânimo ou pouca socialização. Para minimizar tais efeitos, devem ser seguidas algumas dicas que auxiliam no processo de recuperação do pet.

Cuidado com o ambiente

É fundamental manter os animais em um espaço agradável, evitando a presença e/ou contato visual com outros animais. O uso de feromônios pode tranquilizar os pacientes. Além disso, o conforto térmico também deve ser levado em conta. Se possível, passeios ao livre para tomar sol e estimular as necessidades intestinais e da bexiga são de extrema importância.

Interação constante

A comunicação e afeto com os bichinhos deve ser feita além dos momentos de medicação e procedimentos hospitalares a fim de amenizar a percepção dos pacientes de estarem em um ambiente desagradável e mantê-los menos estressados e assustados.

Alimentação

Uma saída interessante é oferecer as refeições no horário das visitas do dono, tendo por objetivo estimular o apetite do animal. Muitas vezes, o paciente pode recusar a comida e, por isso, deve-se apostar em mais de uma opção de comida. Se, mesmo assim, o pet rejeitar, o uso de sondas pode ser uma saída.

Higiene

Assim como as pessoas, manter a limpeza do animal interfere diretamente no seu bem-estar. A opção por banhos com água morna é capaz de diminuir quadros de estresse.

Medicação intravenosa

Ao optar por aplicar medicamentos via intravenosa, o desconforto dos animais reduz radicalmente se comparado aos métodos subcutâneos ou intramusculares.

Como é a infraestrutura da unidade de internação do Vet Rebouças?

Localizado na cidade de São Paulo, o Hospital Veterinário Rebouças é referência em pronto atendimento 24 horas e possui estrutura ampla e moderna para internação, podendo atender mais de 25 animais simultaneamente. Todos os leitos são equipados com bombas de infusão e de seringa, hemogasometria e aparelhos portáteis para mensuração de pressão arterial, lactato, bhb e glicemia.

Além disso, o pronto-socorro veterinário possui equipe de médicos especializados e enfermeiros treinados para oferecer a melhor assistência a pacientes e tutores. O hospital conta ainda com canil, gatil, ambientes especializados para animais portadores de doenças infectocontagiosas e crônicas, sala de hidratação, solarium e posto de enfermagem.

Além do hospital 24 horas, o Vet Rebouças atua com uma rede de unidades focadas em diferentes áreas, com especialista veterinário neurologista, cardiologista, dermatologista, ortopedista e muitas outras especialidades.

Deixe um comentário