fbpx

Conheça as características do ragdoll persa

Por 28/12/2020Blog

Se você é amante de gatos, provavelmente já ouviu falar no ragdoll persa. O que poucos sabem é que sua história é repleta de contradições e mitos, os quais causaram muitos desentendimentos durante anos. Entretanto, nos dias atuais, essa é considerada uma das raças mais queridas no universo dos felinos, pois é extremamente dócil e tranquila. 

Confira mais sobre a origem dos ragdolls, suas principais características e algumas curiosidades que envolvem esses adoráveis bichinhos. 

Origem 

A existência do ragdoll persa não seria possível sem Ann Baker. Isso porque, no ano de 1960, em uma pequena cidade da Califórnia (EUA) chamada Riverside, a criadora de gatos obteve o primeiro arquétipo por meio do cruzamento entre sua gata Josephine, uma Angorá, e um macho Sagrado da Birmânia. 

Somente na década de 70 a raça foi reconhecida e, mesmo assim, ela não é encontrada facilmente fora de seu país de origem. 

Temperamento 

Devido ao seu comportamento dócil, muitos consideram o ragdoll um excelente animal doméstico. É um gato atencioso e amável, com temperamento que remete ao dos cachorros. Também é bastante sociável, lidando bem com crianças, cães e outros gatos. Basta pegá-lo no colo que ele relaxa facilmente: é daí que advém a sua alcunha “ragdoll”, termo em inglês que pode ser traduzido para “boneca de pano”. 

Dessa forma, os gatos dessa raça adoram carinho e costumam não reagir a ataques. No entanto, já que gostam de receber atenção, são animais carentes, não sendo recomendado para pessoas que passam muito tempo fora de casa.

Aspectos físicos

Trata-se de um gato robusto, de grande porte. Sua cabeça é média e larga, os olhos ovais e as orelhas levemente voltadas para frente e arredondadas na extremidade. 

A pelagem conta com pelos semilongos, sedosos e macios, podendo apresentar cores clássicas: chocolate, seal, azulado, vermelho, lilás e creme, além de pontos específicos que podem manifestar outras cores em padrões distintos. Esses gatos só mostram sua cor completa após dois anos de vida, com uma pelagem que costuma escurecer à medida que o tempo passa. 

Saúde 

O ragdoll é uma das raças menos propensas a manifestar complicações de saúde, sendo felinos muito saudáveis. Entretanto, sua genética pode causar problemas, como a cardiomiopatia hipertrófica, que é hereditária. 

Além disso, devido à sua extensa pelagem, pode apresentar bolas de pelo no trato digestivo, mas que são tratadas com facilidade. 

O seu tempo de vida não se distingue muito de outros gatos: apresenta uma média de 12 a 17 anos. 

Cuidados necessários 

Os gatos dessa raça possuem um desenvolvimento lento e, portanto, necessitam de cuidados específicos para crescerem saudáveis e bonitos. Em primeiro lugar, a sua alimentação deve ser realizada com rações de alta qualidade, além de suplementos vitamínicos que completam a carga nutricional exigida. 

Ademais, por sua necessidade de constante atenção, os seus donos devem estar sempre por perto, sendo recomendado até mesmo o convívio com outros animais, já que costumam apreciar qualquer companhia. 

Conte com o Hospital Veterinário Rebouças!

Referência em São Paulo, o Hospital Veterinário Rebouças é equipado com tecnologias avançadas para o cuidado de animais pequenos. Além disso, funciona 24 horas, contando com pronto-socorro veterinário e atendendo dos mais simples aos mais complexos casos. 

Nossa equipe é formada por 50 veterinários altamente qualificados, garantindo aos seus animais um tratamento repleto de atenção e acolhimento. 

Conheça nossos serviços e ofereça o tratamento mais adequado para o seu ragdoll persa!

Deixe um comentário